19 dezembro 2021

Até para o ano!! | Ecobag

 


2021 está a chegar ao fim! :-)

Mais um ano de muito, mas mesmo MUITO trabalho.
Mais um ano de muita aprendizagem e crescimento.
Mais um ano de pandemia, de desafios constantes, de teste à nossa paciência e resistência.

Com a chegada da época natalícia é chegada a época da família, das tradições, de abraçar o slow living, de fazer balanços...
Por aqui, isso significa que é hora de abrandar, de repensar, de rever como correu o ano ao nível dos crafts.
Na prática isso reflete-se, por exemplo, na renovação dos moldes tão utilizados e que já estejam em mau estado, significa rever os stocks, significa definir que produtos vale a pena continuar a fazer, que produtos novos criar. 

Significa preparar o próximo ano.
Há objetivos e metas para definir, há projetos para concretizar e ideias para tirar do papel.
São 365 novas oportunidades que queremos aproveitar da melhor forma.

Por isso, por aqui iniciamos agora uma pausa para aproveitar a época natalícia da melhor forma e junto dos nossos e prometemos voltar em 2022 com energias renovadas e novos projetos.







Assim sendo ficam os nossos votos de um

SANTO e FELIZ NATAL!!

E

FELIZ ANO NOVO!!

Que 2022 venha cheio de paz, saúde e alegria para todos.





**VENDIDO**

**PEÇA ÚNICA**


05 dezembro 2021

É OFICIAL!! | Necessaire

 


CHEGOU O NATAL, malta!!! :-D :-D :-D

É verdade! Já começou aquela que é considerada a época mais bonita do ano!

E este ano chegou com toda a força. :-D

Por onde quer que vamos há luzes por todo o lado. A maior árvore de Natal já foi inaugurada (pena é que seja tão longe, senão era visita na certa!). O cheiro a castanhas assadas é ainda mais intenso. As pessoas têm um brilho diferente no olhar. Já apetece aquelas tardes de chuva, com um cobertor nas pernas e um filme de Natal na televisão.

Enfim... está oficialmente aberta a época do chocolate quente!

Por aqui, já estamos a todo o vapor no cumprimento das tradições que esta época impõe. 

Assim sendo, já montámos a árvore de Natal (logo no dia 1 de dezembro!), devidamente acompanhadas com a respetiva banda sonora; todos os dias abrimos o calendário do advento no dia correspondente; já agendámos a visita anual às luzes de Lisboa; já provámos o bolo-rei; já comprámos as prendas deste ano; já demos cabo do orçamento para as decorações natalícias (é impressão minha ou este ano as lojas excederam-se? Só Rudolfos comprei 11!!)...

E, por aí? Já estão em plena época natalícia ou nem por isso?




med. aprox. 19x15 cm



**INDISPONÍVEL**


**PEÇA UNICA**

21 novembro 2021

Contrastes... | Ecobag


Se usar uma linha da mesma cor do tecido é elegante, usar uma linha de contraste é aventura. 

É aventura tanto para quem usa, como pra quem faz. 

Ao optarmos por uma linha de contraste, o artesão vai expor-se. vai deixar em destaque os pequenos deslizes que comete. 

Um ponto que saiu mais "tortinho", uma costura que não saiu tão direita...

 Mas por outro lados são estes deslizes que dão carisma e diferenciação à peça. Que criam a identidade de um artesão. 

Que vão tornar a peça única e diferente dentro do universo diferenciativo que é o mundo do feito à mão. 

Tudo exatamente igual só é conseguido com máquinas. 

Quando é feito à mão tem SEMPRE uma imperfeição, que torna a peça perfeita. 

Já quem opta por usar uma peça com linhas contrastantes mostra todo o seu carisma e personalidade. 

É uma pessoa que gosta de aventura e não tem medo de arriscar. 

Não tem medo de ser diferente. 

Não tem medo de se destacar.









**VENDIDO**

**PEÇA ÚNICA**

07 novembro 2021

Vamos a contas! | Ecobag



É certo e sabido que uma das consequências desta malvada pandemia é uma crise financeira e económica e que, obviamente, se refletirá nos nossos bolsos.
Acrescido a este facto temos a emergência climática no nosso planeta.
É neste contexto que a opção pela utilização de um ecobag se torna MUITO vantajosa.




Senão vejamos...
com um investimento inicial de 12.50€ se formos daquelas pessoas que vão todos os dias ao supermercado fazer a compra do dia e comprarmos um saco de plástico de 0.10€ (e acreditem que há muita gente que diariamente faz isto!) levamos 125 dias a pagar um ecobag. Ou seja, cerca de 4 meses. A partir daí é tudo lucro.

Se, por outro lado, formos daquelas pessoas que na ida semanal ao supermercado pagamos 0.50€ por um saco de compras, então ao fim de 25 semanas já entrámos em modo poupança.

Ou seja, quanto mais caro for o saco na loja, mais rápido pagamos o ecobag e mais rápido começamos a poupar dinheiro e o ambiente.








E vocês já são #team_ecobag?

**VENDIDO**

**PEÇA ÚNICA**
 

31 outubro 2021

Dar... | Ecobag


... sem esperar receber!

Este é um ensinamento que me acompanha desde os tempos da catequese.
Lembro-me, como se fosse hoje, do dia, que aproximava-se o Natal, estudávamos o presépio e a minha catequista da altura explicava que os Reis Magos percorreram quilómetros para ofertar o Menino Jesus.
Ela aproveitou para, nesse dia, introduzir a temática das prendas: o dar e receber.
E recordo que ela terminou a "aula" dizendo: Devemos dar sem esperar receber!
E, apesar de ao longo de toda a vida, ter ouvido dizer que as coisas não são tão lineares, até hoje esse ensinamento acompanha-me, dou sem esperar receber.
Bom, talvez, hoje em dia, isso não corresponda totalmente à verdade. 
Afinal, vamos aprendendo com a vida, o que ela nos ensina.
Hoje, adulta, espero sempre algo em troca: um simples Obrigada!
O reconhecimento do outro pelo meu gesto.
Não espero que me "devolva" com uma prenda, nem sequer espero que goste dela, apesar de em todo o processo de escolha essa pessoa estar sempre presente.
Mas hoje em dia, espero do outro lado, um Obrigada!
A grande lição daquela aula de catequese foi que a ingratidão é das coisas mais feias no ser humano.
Não somos obrigados a gostar do que nos dão, mas dizer Obrigada! para além de educação, demonstra do outro lado generosidade em reconhecer um gesto nosso.
E, muitas vezes, isso é mais do que suficiente para deixar que oferece feliz!











**VENDIDO**

**PEÇA ÚNICA**
 

24 outubro 2021

O tempo entre costuras | Capa de livro


"Uma máquina de escrever arruinou o meu destino."

É desta forma inusitada que entramos no mundo da Sira.
Esta é a história de uma modista madrilena, a quem as voltas da vida leva a envolver-se em jogos de espionagem na Espanha, da primeira metade do século XX.
Com Sira percebemos como os tecidos, linhas e pontos se podem transformam em poderosas máquinas de espionagem, capazes de alterar a História de uma cidade: Madrid.
É curioso perceber como algo tão simples como uma linha e agulha foi a determinada altura usada para enviar mensagens codificadas. 
Como o mundo empresarial dos tecidos de alta qualidade se processava na época.
Acompanhar a vida de Sira é acompanhar não só o seu crescimento enquanto mulher, mas também os seus amores e desamores. 
Conhecer os lugares por onde passa. 
Conhecer as suas amizades e como isso, por lado influencia o rumo da sua vida, mas por outro como lhe permitem tornar-se numa mulher inteligente, esperta e capaz de cumprir qualquer missão ou passar pelas situações mais complicadas com a maior elegância e discrição. 















 


Sinopse:
"O tempo entre costuras" é a história de Sira Quiroga, uma jovem modista empurrada pelo destino para um arriscado compromisso: sem aviso, os pespontos e alinhavos do seu ofício convertem-se na fachada para missões obscuras que a enleiam num mundo de glamour e paixões, riqueza e miséria mas também de vitórias e derrotas, de conspirações históricas e políticas, de espias.

Um romance de ritmo imparável, costurado de encontros e desencontros, que nos transporta, em descrições fiéis, pelos cenários de uma Madrid pró-Alemanha, dos enclaves de Tânger e Tetuán e de uma Lisboa cosmopolita repleta de oportunistas e refugiados sem rumo."


**VENDIDO**

**PEÇA ÚNICA**

17 outubro 2021

Criar uma peça... | Ecobag

 


Ser artesão é...
ter a mente cheia de ideias,
as mãos mágicas
e o coração cheio de amor...
Pinterest

... é sempre um processo muito pessoal.

Cada artesão tem a sua forma de criar, de experienciar o mundo, de viver, de trabalhar, de interpretar,...

Mesmo quando, no caso da costura criativa, já estamos na fase da repetição da peça, ou seja, já temos os moldes criados, as medidas certinhas, cada peça vai ser diferente.

Porque este processo depende muito do gosto do artesão, do estado de espírito dele, dos materiais que tem disponíveis no momento.



E é tudo isto que torna especial e única cada peça criada por cada artesão.

Todos este fatores (mais alguns!) fazem com que todas as peças sejam diferentes, mesmo quando nos pedem para reproduzir determinada peça, com os mesmos tecidos e complementos. 

Cada uma delas vai ser diferente de todas as outras.

E em cada uma delas, o artesão vai colocar todo o seu saber, toda a sua paixão e todo o seu amor.

É por isso que quando compramos uma peça artesanal estamos a comprar algo único e irrepetível (e de qualidade muito superior!!)







**INDISPONÍVEL**

**PEÇA ÚNICA**

10 outubro 2021

Feitas as contas...| Ecobag

 


"Na poupança é que está o ganho!"
Ditado popular

... e depois de cerca de 2 meses de utilização de ecobags já levo quase 15€ de poupança.

E isto só em sacos de lojas de roupa, calçado, farmácia, ..., sem contar com os sacos de supermercado.

Isto porque, ao contrário do que acontece nos supermercados, os sacos de papel das lojas de roupa custam em média 0.50€. E diga-se de passagem que é um valor por alto.

É bem possível que o valor acima mencionado já tenha sido ultrapassado há muito.

Ora, feitas as contas, parece-me um valor bastante elevado para se gastar em sacos de papel!

E isto acontece se fizermos as contas aos sacos de papel, porque se optarmos pelos sacos de tecido que algumas lojas disponibilizam então o valor é bem maior.

É certo que algumas lojas optaram por, na época dos saldos, cobrarem um valor mais baixo, mas mesmo assim parece-me que a opção pela utilização de um ecobag é mais vantajosa.

Poupamos a nossa carteira e ajudamos o ambiente, que tento precisa.

É um win-win.

Eu já não vivo sem o meu ecobag!!

E vocês já pertencem ao team ecobag?







**INDISPONIVEL**

**PEÇA ÚNICA**

03 outubro 2021

Novas realidades... | Ecobag

 


"Não existem problemas ambientais, existem apenas sintomas ambientais de problemas humanos."
Frases do bem

Vivemos, sem margem para dúvidas, novos tempos.
Seja pelas alterações que a pandemia impôs, seja por força da lei.
Desde julho, com a obrigatoriedade de pagar sacos nas lojas, passou a ser comum cada um de nós levar o seu saco para ir às compras.
Há algumas semanas, depois de quase ano e meio sem o fazer, regressei ao shopping.
Precisava de comprar algumas coisas e, pela primeira vez, neste tempo todo bati perna no shopping.
E foi engraçado ver como as pessoas reagiram a esta nova obrigatoriedade.

Apercebi-me de pelo menos 5 tipos de pessoas:
1. aquelas pessoas que não querem saber e que em cada loja compra o respetivo saco (dado o preço que as lojas estão a cobrar por eles, no fim do dia só para os sacos foi um valor bem jeitoso);
2. aquelas pessoas que entram no shopping e a primeira paragem é a Primark, por lá compram o maior saco que houver disponível e depois é encher ao máximo;
3. aquelas pessoas cuja primeira paragem é uma loja que vende sacos de pano, compram e um e depois é encher até não caber mais;
4. aquelas pessoas que se recusam a comprar sacos, mas não levam nenhum e é vê-los passear as compras na mão;
5. e depois há aquelas pessoas, como eu, que fazem o seu ecobag, o usam e, que quando passam, fazem girar a cabeça. :-D :-D :-D

E vocês a que team pertencem?




**VENDIDO**

**PEÇA ÚNICA**

26 setembro 2021

Sobre oferecer... | Ecobag




"O importante não é o que se dá, mas o amor com que se dá."

Madre Teresa de Calcutá

Cá por casa gostamos muito de oferecer prendas. 

Mas não gostamos de oferecer uma coisa qualquer. Gostamos de "perder tempo" a pensar, a procurar, a selecionar o que vamos oferecer. 

Acima de tudo gostamos de oferecer algo à pessoa que sabemos que ela gosta, que ela usa e não algo ao nosso gosto.

Sabemos que nem toda a gente pensa dessa forma e que muitas vezes apesar de toda a dedicação que colocamos, a coisa não corre como a esperada, mas para nós faz sentido é ser assim. Se vamos oferecer alguma coisa quem deve estar no centro do nosso pensamento é essa pessoa e não nós.

Também temos o hábito de no aniversário oferecer uma prenda melhor, do que no Natal, por exemplo. Para o Natal costumamos guardar os miminhos e as coisas úteis. Coisas que sabemos que são sempre necessárias e que a pessoas em que usa, muitas vezes, numa base diária.

Para o aniversário já não. Procuramos aliar o gosto da pessoa, a utilidade e uma eventual necessidade do destinatário da prenda. Se for algo que a pessoa em questão gosta e não quer gastar dinheiro com ela, por algum motivo, se pudermos proporcionar uma experiência diferente, é quase certo que enveredamos por aí. (o meu afilhado que o diga!).

Resultado: as prendas de aniversário costumam ser mais compostinhas! :-D :-D :-D

Seja como for, cá por casa oferecer uma prenda é sinónimo de verdadeiras odisseias à procura daquela prenda. Da prenda ideal. E quando a coisa corre bem, temos o dia ganho! :-)

E vocês são do team gosto da pessoa ou nosso gosto para dar uma prenda?

Contem-me tudo... :-D







**INDISPONÍVEL**

**PEÇA ÚNICA**