17 dezembro 2019

Shop, shop... | Porta-moedas [VENDIDO]



" Shopping is always a good idea."

Como se quer, sendo mulher, volta e meia adoro ir às compras.
Bater perna no shopping, lamber montras, gastar pilim, verdinho… vocês mulheres que por aqui andam compreendem-me, certo? :-)
No entanto, cá em casa sou conhecida por ser (muito!) forreta e por ser excelente a gastar o dinheiro dos outros. Capacidade essa que já se prolongou ao lado laboral… ;-)
Mas seja como for desde muito nova que sempre fui muito contida a gastar dinheiro.
Houve, ao longo da minha vida, muitas coisas que comprei precisamente por ser forreta e poupar cada nota ou moeda que me davam.
Exemplos disso foi um boneco Nenuco, a minha primeira bicicleta, a máquina fotográfica profissional que comprei há dois anos ou a minha prenda de Natal deste ano. ;-)
Seja como for é sempre incrível a sensação de conseguirmos algo pelo qual lutámos.
 

 
E vocês são dados a poupanças ou nem por isso?
 
E que tal ser essa uma das resoluções para 2020?
 

**INDISPONÍVEL**

**PEÇA ÚNICA**

16 dezembro 2019

Bolas, bolas, bolas... | Porta-moedas [VENDIDO]



"There is never a wrong time for a polka dot."
Marc Jacobs

A par do padrão de riscas, o padrão polka dots (vulgo bolinhas) é um dos meus favoritos.
Mas… bolinhas pequeninas!
Confesso que tecidos com bolas grandes não são de todo a minha onda.
Fazem-me lembrar os casacos dos palhaços :-) :-) :-)
Na costura adoro igualmente o padrão Chevron.
O que mais gosto nestes padrões é a sua simplicidade e, ao mesmo tempo, riqueza de combinações que permitem.
A meu ver são padrões que ficam sempre bem. Juntos ou individualmente.
Assim juntar os dois padrões no mesmo porta-chaves originou uma peça mega fofa, fashion e gira.

Não acham?




**INDISPONÍVEL**

**PEÇA ÚNICA**

18 novembro 2019

Daisy world | Capa de livro

Folhas de rosa

Todas as prendas que me deste, um dia,
Guardei-as, meu encanto, quase a medo,
E quando a noite espreita o pôr-do-sol,
Eu vou falar com elas em segredo ...

E falo-lhes d'amores e de ilusões,
Choro e rio com elas, mansamente...
Pouco a pouco o perfume do outrora
Flutua em volta delas, docemente ...

Pelo copinho de cristal e prata
Bebo uma saudade estranha e vaga,
Uma saudade imensa e infinita
Que, triste, me deslumbra e m'embriaga

O espelho de prata cinzelada,
A doce oferta que eu amava tanto,
Que reflectia outrora tantos risos,
E agora reflecte apenas pranto,

E o colar de pedras preciosas,
De lágrimas e estrelas constelado,
Resumem em seus brilhos o que tenho
De vago e de feliz no meu passado...

Mas de todas as prendas, a mais rara,
Aquela que mals fala à fantasia,
São as folhas daquela rosa branca
Que a meus pés desfolhaste, aquele dia...

Florbela Espanca





E como não podia deixar de ser cá temos o marcador de páginas .
;-)

*DISPONIVEL*
*PEÇA ÚNICA*

15 novembro 2019

Pink lady | Porta-moedas









"Roses are red,
violets are blue,
Honey is sweet,
and so are you"


Se há cor associada ao universo feminino é cor-de-rosa.
Cor, por excelência, do romantismo, ternura, suavidade, delicadeza.
Mas também é a cor das emoções, dos afetos, da compreensão, do companheirismo e do romance.
Se juntarmos rosa e flores temos o cenário feminino perfeito. :-)




**INDISPONIVEL**

**PEÇA ÚNICA**

14 novembro 2019

"Não há estrelas no céu... | Bolsa para telemóvel



… a adorar o meu caminho…"
Rui Veloso

Astro luminoso que vive no espaço é fonte de curiosidade para muitos, desde há muito tempo, assim são as estrelas.
O sol, a estrela mais próxima da Terra, é também a estrela mais amada pelos portugueses.;-)

Quem não anseia pelas longas tardes de verão com o azul do céu e o sol a brilhar e um gelado na mão?
Quem não gosta de uma bela tarde de inverno com o quentinho do sol para nos aquecer ao longo de um belo passeio na praia?

medidas aprox. 16x9cm


E que me dizem às noites estreladas?
Em Lisboa é muito difícil de ver. Demasiada luz. Demasiada poluição.
Mas na aldeia… é um espetáculo diário.
Basta que o céu esteja limpo e já somos presenteados com um espetacular céu escuro, pontilhado por todo o lado por minúsculos pontos luminosos, criando padrões lindíssimos.
Eu adoro!!



E que tal trazermos na mala uma bolsa que nos relembre constantemente destes espetáculos luminosos?
:-)

**DISPONÍVEL**

**PEÇA ÚNICA**

13 novembro 2019

Details, details... | Capa de agenda A5



"São os detalhes que fazem toda a diferença."

Não sei quem disse esta frase, mas tinha toda a razão!
Se pensarmos em nós, são as nossas características, particularidades que nos definem e nos diferenciam dos outros.
Que nos ligam ou afastam de pessoas, situações, objectos...
Todos somos nós somos únicos!




Nas artes são os detalhes que dão corpo à peça.
São os detalhes que diferenciam os criadores.
São os detalhes que marcam a peça e a tornam única.


São os detalhes, que tantas vezes, nos consomem horas, mas que nos dão pica para criar uma peça.
São os detalhes que muitas vezes inspiram uma peça.
São os detalhes que valem a pena todo o esforço.

**DISPONÍVEL**

**PEÇA ÚNICA**

12 novembro 2019

To Do List | Capa de caderno (A5)

Para quem é organizado, um aliado fundamental na cruzada de ser organizado e produtivo durante o dia são as listas de tarefas.
Começar o dia a listar tudo o que temos para fazer e passar o dia a riscar o que está feito tem algo de catártico.
Eu ADORO fazer listas!! Estou sempre a fazê-las e tenho as mais variadas: tarefas, compras, leituras, produtos para fazer, sítios para ir...
E vocês recorrem a esta ferramenta?





Desta vez temos um bolsinho em tons azuis.



Olha o nosso amigo. :-)

*DISPONÍVEL*
*PEÇA ÚNICA*

11 novembro 2019

Pandan... # 2 | Porta-moedas [VENDIDO]



"São precisos dois para dançar o Tango."

Lá diz a velha máxima.
Para um bom pandan, uma coisa é certa, também são precisos dois.
Neste caso uma bolsa para telemóvel e este porta-moedas. ;-)
 Verde, branco e amarelo…
Uma combinação jovem e alegre.
Uma combinação bem ao jeito primaveril. Estação que atravessamos atualmente.
Uma combinação bem atual. Ou não estivessem na moda os cactos e as suculentas.





E este fecho não é a coisa mais adorável?


**INDISPONÍVEL**

**PEÇA ÚNICA**

07 novembro 2019

Pandan... | Bolsa de telemóvel [VENDIDO]





Confessem lá: quem não gosta de um bom pandan?
Gaja que é gaja, alinha num volta e meia. :-)

Eu, muitas vezes, uso esta técnica para criar mais interesse num look, que por algum motivo está muito morto.
Para marcar a diferença. Para criar um apontamento, um destaque.
Uma coisa é certa, utilizo-a maioritariamente em acessórios.



medidas aprox. 16x9cm


E se discrição é o nosso nome do meio, então aplicar este truque a objetos de uso diário, mas que estão muitas vezes escondidos na mala é uma excelente dica, como é o caso da bolsa de telemóvel a fazer pandan com o porta-moedas. :-)




**INDISPONÍVEL**

**PEÇA ÚNICA**

06 novembro 2019

do €uro...| Porta-moedas [VENDIDO]


"The Euro is good for Europe. But only if there is flexibility all around."
Milton Friedman

2002 começava com uma novidade para a maioria dos estados membros da União Europeia: a entrada em circulação de uma nova moeda, o Euro.
Portugal esteve inserido no grupo pioneiro e aos poucos o velhinho escudo saiu de circulação.
Confesso que nunca fui grande fã desta moeda.
1º porque a moeda, assim como a língua, o hino, a gastronomia, a bandeira, são símbolo da nossa portugalidade. Da nossa identidade enquanto povo.
2º no caso português (não sei se nos outros países foi igual), a conversão não foi feita de uma forma propriamente justa. Se não vejamos… quem recebia 100.000$ na moeda antiga passou a receber 500€. ou seja, a conversão foi direta.
Já no custo de vida não foi bem assim: pensemos num simples café que custava 50$00, mas com o euro passou a 0,50€ que na conversão para o escudo corresponde na realidade a 100$00.
Ou seja, um simples café duplicou o seu valor. E quem fala de um café, fala de um pacote de leite, de arroz, 1 Kg de carne.
Tivemos por isso um aumento de custo de vida e uma conversão direta do rendimento auferido pelo nosso trabalho.
Resultado: a vida para os portugueses complicou-se.
Não é assim tão incomum ouvir as pessoas mais antigas dizer que com o escudo poupavam mais do que com o Euro.
E não admira!! O rendimento manteve-se o mesmo, mas o custo de vida duplicou com a entrada da nova moeda.
E nem vamos falar das consequências que a crise trouxe…


E vocês gostam mais do escudo ou do euro?

**INDISPONÍVEL**

**PEÇA ÚNICA**

04 novembro 2019

dos telemóveis...| Bolsa para telemóvel [VENDIDO]



"Não uso telemóvel felizmente. É um vício. Ao contrário do que pensam, as pessoas perdem a capacidade de comunicação."
Manoel de Oliveira.

Eu ainda sou do tempo em que não havia telemóveis.
Para falarmos com alguém usávamos o jurássico telefone.
De deixar recados em papel para os meus pais quando saímos e não os conseguíamos contactar. Para saberem onde andávamos.
Acompanhei, portanto, toda a evolução dos telemóveis e das implicações que eles trouxeram à nossa sociedade.
Se por um lado, concordo com o benefício de estarmos permanentemente contactáveis, por causa das emergências, por outro é frustrante assistir à dependência que se criou em volta de um aparelho tão pequeno.
 



 
É comum hoje em dia vernos as pessoas a entabularem uma conversa via Facebook ou WhatsApp com uma pessoa que está à frente dela. Em vez de levantar os olhos e falar diretamente com ela.
É comum irmos a um restaurante e vermos famílias inteiras a olhar para o telemóvel, mais preocupadas em ver o que se passa nas redes sociais, do que a desfrutar do momento. Do que a criar memórias. Do que aproveitar a família e viver tempo de qualidade com ela.
Concordo, por isso, em pleno com a frase de Manoel da Oliveira.
As pessoas estão a perder a capacidade de comunicar e muito por culpa de um aparelho que, creio, que foi criado com o intuito de ser uma ajuda, mas que o ser humano rapidamente arranjou forma de se tornar um vício e uma dependência.
 
 
Cá por casa já temos telemóvel à alguns anos, mas para todos os elementos da família, sempre foi e é um aparelho utilizado apenas para as emergências.
Vivemos bem sem ele, Basta irmos para a aldeia e o telemóvel já fica completamente esquecido lá para um canto. Volta e meia nem ligado é.
Já eu sou o cúmulo do despreendimento do telemóvel. Não ligo nenhuma mesmo!
Senão vejamos... raramente atendo chamadas, mesmo da família direta (nem sequer o ouço!) e os meus amigos chegam ao cúmulo de ligar para a minha irmã para falar comigo, porque eu não ligo peva ao aparelho. :-D

 
E vocês são dependentes do telemóvel?

**INDISPONÍVEL**
 
**PEÇA ÚNICA**