26 fevereiro 2016

Crochet lover...


 
Esta foi a primeira técnica que eu aprendi.
Aprendi-a com a minha mãe que, quando eu era pequena, a fazia quase compulsivamente.
Ainda mal sabia ler e já andava de agulha e linha em punho a fazer cordões enormes, que mais tarde preenchia com pano intercalado de buracos.
Esta foi a técnica que me ajudou a aguentar as terríveis 2 semanas em que aguardamos pelos resultados dos exames do 12.º ano. Fiz uma renda para uns lençóis. Era capaz de estar de volta daquilo dia e noite.
É provavelmente nesta técnica que tenho o maior número de trabalhos feitos.
Assim de repente lembro-me de ter feito: uns bicos para uma toalha de 2,5m (novamente!); bicos para um conjunto de WC; uma colcha de bebé; uns bicos para uns cortinados de cozinha...
E tenho começado mais uns bicos para uma toalha de 2,5m, desta feita para a minha irmã.
:)

17 fevereiro 2016

;-)


Materiais novos...
 




... significa novo projecto em mãos!!!
 
O que irá sair daqui?

01 fevereiro 2016

Ponto cruz




Não me lembro da idade que tinha quando os trabalhos manuais entraram na minha vida.
Lembro-me, desde que me conheço, de eles serem uma presença assídua e uma companhia fiel nos tempos livres.
Uma das primeiras artes que aprendi e que me dá muito gozo fazer é o ponto cruz. Não me lembro da idade.
Lembro-me que aconteceu numas férias de verão, pela mão de uma prima, que tinha passado o ano lectivo anterior num curso de bordados lá na aldeia dos meus pais.
Lembro-me de ter feito um pano de tabuleiro (cheio de erros!).
Lembro-me de ter regressado a Lisboa e durante mais de 3 anos massacrado a minha mãe para me comprar o material necessário para fazer uma toalha de 2,5m. Doida! Eu sei! Mas os desafios sempre me fascinaram, o que hei-de fazer?
Lembro-me de umas férias que passei sozinha na terra com a minha tia e de lhe ter "cravado" à descarada o material que precisava para a toalha. E mais, ter conseguido!
Lembro-me de levar mais de 5 anos a concluir a dita, com muitos avanços e recuos, com (muitos) outros trabalhos e artes pelo meio.
Lembro-me de ter aprendido à custa dela a fazer o ponto cruz correctamente.
E vocês sabem fazer ponto cruz?

Olá!



Sou uma apaixonada por trabalhos manuais.
São o meu anti-stress depois de um dia desgastante de trabalho. Uma forma de clarear as ideias, de limpar a mente.
Aventuro-me em algumas técnicas (ponto cruz, ponto Castelo Branco, renda, bainhas abertas...), mas não sou profissional.
Gosto de fazer tudo perfeitinho e estou sempre a arranjar formas de aprender coisas novas.
Criei este cantinho para partilhar convosco as minhas experiências.
Sejam bem-vindos!