01 julho 2019

do €uro...| Porta-moedas


 
"The Euro is good for Europe. But only if there is flexibility all around."
Milton Friedman

2002 começava com uma novidade para a maioria dos estados membros da União Europeia: a entrada em circulação de uma nova moeda, o Euro.
Portugal esteve inserido no grupo pioneiro e aos poucos o velhinho escudo saiu de circulação.
Confesso que nunca fui grande fã desta moeda.
1º porque a moeda, assim como a língua, o hino, a gastronomia, a bandeira, são símbolo da nossa portugalidade. Da nossa identidade enquanto povo.
2º no caso português (não sei se nos outros países foi igual), a conversão não foi feita de uma forma propriamente justa. Se não vejamos… quem recebia 100.000$ na moeda antiga passou a receber 500€. ou seja, a conversão foi direta.
Já no custo de vida não foi bem assim: pensemos num simples café que custava 50$00, mas com o euro passou a 0,50€ que na conversão para o escudo corresponde na realidade a 100$00.
Ou seja, um simples café duplicou o seu valor. E quem fala de um café, fala de um pacote de leite, de arroz, 1 Kg de carne.
Tivemos por isso um aumento de custo de vida e uma conversão direta do rendimento auferido pelo nosso trabalho.
Resultado: a vida para os portugueses complicou-se.
Não é assim tão incomum ouvir as pessoas mais antigas dizer que com o escudo poupavam mais do que com o Euro.
E não admira!! O rendimento manteve-se o mesmo, mas o custo de vida duplicou com a entrada da nova moeda.
E nem vamos falar das consequências que a crise trouxe…

 
E vocês gostam mais do escudo ou do euro?
 
**DISPONÍVEL**
 
**PEÇA ÚNICA**

Sem comentários:

Enviar um comentário