10 setembro 2017

Pelos caminhos de Portugal... | Fátima


Eu gosto muito de passear. Sobretudo, pelo nosso país.
Acho que temos um país lindíssimo, riquíssimo em tradições, que vale muito a pena ficar a conhecer. Sou apologista do vá para fora cá dentro e acho que antes de conhecer o mundo devemos conhecer o nosso país.

E agora perguntam vocês (e bem!) o que é que isso tem a ver com um blogue de artesanato? Pois bem…o artesanato é uma área bastante vasta. Engloba muitos aspectos e variantes e eu decidi alargar o âmbito deste blogue.
Lembrei-me de partilhar por aqui os locais e o artesanato que, por virtude de passeios que vou dando, vou conhecendo por esse país fora. Assim iniciamos hoje uma nova rubrica: Pelos caminhos de Portugal…

Sejam bem-vindos!!

Cá por casa é tradição, uma vez por ano, rumarmos a Fátima, para agradecer. Foi o que aconteceu num domingo destes. Um dia bastante soalheiro, mas também algo ventoso. Ideal para um passeio em família. Ideal para agradecer.


Hoje partilho convosco um roteiro possível e num próximo post será então dedicado ao artesanato típico desta região. J

Roteiro

Fátima é uma bonita cidade portuguesa, do concelho de Ourém, distrito de Leiria. (Re)conhecida pelo turismo religioso que vive em redor do Santuário de Nossa Senhora de Fátima, a cidade acabou por crescer em torno disso. Mas soube ao mesmo tempo evidenciar características próprias. Hoje em dia é uma cidade que vive por si só. Merecedora de uma visita. Até porque está inserida numa região belíssima: a serra de Aire.

Visitar esta cidade implica visitar obrigatoriamente o Santuário de Nossa Senhora de Fátima. No nosso caso isso implica invariavelmente assisitir à Eucarisitia, os momentos de reflexão na Capelinha das Aparições, a visita à nova Basílica, um passeio pelo próprio Santuário…






“O Santuário de Nossa Senhora do Rosário de Fátima dá expressão ao pedido de Nossa Senhora do Rosário, aludido já em 13 de agosto de 1917 e expressamente indicado na aparição de 13 de outubro desse ano a Lúcia de Jesus, Francisco Marto e Jacinta Marto: «Quero dizer-te que façam aqui uma capela em minha honra, que sou a Senhora do Rosário» (Primeira Memória da Irmã Lúcia). A capelinha foi erguida em 1919 no local das aparições de 1917 na Cova da Iria e, desde então, o espaço do Santuário foi sendo edificado, em resposta ao significativo afluxo de peregrinos.”


2017 é o ano especial para o Santuário de Fátima: comemora-se o centenário das aparições de Nossa Senhora aos três pastorinhos: Lúcia, Jacinta e Francisco. Tanto mais que a 13 de Maio recebemos a visita do Papa Francisco não só para celebrar o centenário, como também para canonizar os beatos Jacinta e Francisco.


Toda a história de Fátima gira em torno de três pastorinhos, nascidos no lugar de Aljustrel, a quem Nossa Senhora apareceu, sempre ao dia 13 de cada mês, entre Maio e Outubro de 1917. Crianças oriundas de meios pobres, passavam os dias a tomar conta do pastoreio na serra e em brincadeiras próprias da idade.

Cristãos devotos, rezar o terço e ir à missa fazia parte da rotina das crianças, que viram a sua vida completamente alterada na tarde de 13 de Maio, quando uma senhora envolta numa luz muito brilhante aparece em cima de uma árvore e lhes fala. Seria a primeira das aparições. (mais aqui).

Assim uma visita a Fátima não fica completa sem percorrer o caminho dos Valinhos e visitar o lugar de Aljustrel, terra dos pastorinhos.






Aldeia pitoresca situada à beira da estrada fica a cerca de 2km de Fátima. Para lá chegarmos percorremos o caminho dos Valinhos, onde para além das belíssimas paisagens temos também representada a Via Sacra.











Quanto à aldeia em si vale a pena visitar as casas de Lúcia e Jacinta e Francisco. Conservadas segundo o original é possível ter uma ideia de como eles viviam. Já que por lá continuam os objectos por eles utilizados.
Para nós foi igualmente o recordar a infância, quando também nós comíamos a deliciosa sopa feita em panelas de ferro e dormíamos em cama embutidas na parede.
Bons tempos!! Onde não faltavam as aventuras!!!

Hora da paparoca…

Este ano optamos por experimentar algo diferente.
Uma visita ao site do Trip Advisor e saltou-nos à vista a Taberna do bacalhau. E sem mais demoras deixo-vos um registo fotográfico do motivo pelo qual este restaurante merece uma visita.
Nós vamos regressar! de certeza!!



2 comentários:

  1. Também gosto muito de visitar Fátima!
    É sempre importante parar para agradecer!
    Beijinho
    Cris

    www.lima-limao.pt

    ResponderEliminar
  2. Fátima é um daqueles destinos que de vez em quando apetece!

    ResponderEliminar